Minha lista de blogs

segunda-feira, 1 de março de 2010

fotos tirada por mim







fotos aula de campo







fotos aula de campo
















jr duran

Anhembi e começou a carreira de fotógrafo em São Paulo. Estabeleceu seu estúdio em 1980 e passou a colaborar com as mais importantes revistas nacionais e internacionais de moda. Ganhou dez prêmios de fotografia da Editora Abril e três prêmios Multimoda, concedido ao melhor fotógrafo de moda do país. Entre 1989 e 1994, viveu em Nova Iorque, onde atuou na publicidade e na moda. Retornou ao Brasil em 1995 e passou também a dirigir filmes publicitários. Vive em São Paulo
Mostras individuais
1984 – Petons Robats, Ajuntament de Mataró, Barcelona
1984 – Beijos Roubados, Galeria Paulo Figueredo, São Paulo
1994 – Passageiro Distante, Galeria São Paulo
2003 – Panorâmica, Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo
Exposições coletivas
1985 – 1ª. Quadrienal de Fotografia, Museu de Arte Moderna de São Paulo
2004 – Novas Aquisições: 1995 – 2003, Museu de Arte Brasileira, Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo

tiago satana

Tiago Sobreira de Santana (Crato CE 1966). Fotógrafo. Estuda engenharia mecânica na Universidade Federal do Ceará - UFCE, em Fortaleza, mas não conclui o curso. Em 1986, participa da oficina ministrada por Stefania Bril na 5ª Semana Nacional de Fotografia de Curitiba e, no ano seguinte, da oficina oferecida por Claudio Feijó na 6ª Semana Nacional de Fotografia, em Ouro Preto, Minas Gerais. Atua como profissional desde 1989 nas áreas de fotojornalismo e documentação. Em Fortaleza, coordena a 1ª e a 2ª Semana de Fotografia do Ceará, em 1989 e 1990, e, em 1993, participa da criação do grupo Dependentes da Luz. Em seguida, funda com Celso Oliveira;a editora e fotoarquivo Tempo d'Imagem. Seu trabalho documental se concentra nas tradições culturais e nas festas populares do Nordeste, dedicado sobretudo ao registro da peregrinação de fiéis a Juazeiro do Norte, Ceará. Em 1994, é contemplado com a Bolsa Vitae de Artes, para a conclusão do ensaio Benditos, que dá origem ao livro homônimo, lançado em 2001, e à sua primeira mostra individual, realizada no Sesc Pompéia, em São Paulo. Em 1995, recebe o Prêmio Marc Ferrez de Fotografia da Fundação Nacional de Arte - Funarte. No fim da década de 1990, com Celso Oliveira, Antonio Augusto Fontes, Ed Viggiani e Elza Lima, desenvolve o projeto Brasil sem Fronteiras, documentação das cidades fronteiriças do oeste do país. Santana vive entre Fortaleza e Rio de Janeiro, onde mantém uma filial da editora Tempo d'Imagem.

chico alburquerque

Filho de um casal de fotógrafos, Francisco Afonso de Albuquerque nasceu em Fortaleza em 25 de abril de 1917. Seu primeiro contato com a Fotografia foi aos quinze anos ao fazer um documentário de curta-metragem.
Especializou-se em retratos, profissionalizando-se em 1934. Mudou-se para São Paulo em 1945 e abriu seu próprio estúdio no ano seguinte. Foi membro do Foto Cine Clube Bandeirante onde participou ativamente do movimento chamado Fotoclubismo.
Em 1948, foi o primeiro fotógrafo no país a produzir uma campanha publicitária registrando produto e modelo para uma campanha da Johnson & Johnson, assinada pela agência J.W. Thompson. Até então as campanhas eram concebidas para utilizar apenas ilustrações e desenhos. Chico deu início a um mercado inexplorado no Brasil.
Importou em 1958 o primeiro equipamento de flashs eletrônicos do Brasil.
Participou de diversas exposições e mostras nacionais e internacionais de Fotografia, e obteve Medalhas de Ouro em Frankfurt, Turim e Buenos Aires

pierre verger

Pierre Edouard Leopold Verger (Paris, 4 de novembro de 1902Salvador, 11 de fevereiro de 1996) foi um fotógrafo e etnólogo autodidata franco-brasileiro. Assumiu o nome religioso Fatumbi.
Era também babalawo (sacerdote Yoruba) que dedicou a maior parte de sua vida ao estudo da diáspora africana - o comércio de escravo, as religiões afro-derivadas do novo mundo, e os fluxos culturais e econômicos resultando de e para a África.
Após a idade de 30 anos, depois de perder a família, Pierre Verger levou a carreira de fotógrafo jornalístico. A fotografia em preto e branco era sua especialidade. Usava uma máquina Rolleiflex que hoje se encontra na Fundação Pierre Verger